C   redit
E você continua indo embora, e eu continuo ficando, vendo você levar partes de mim que antes eu nem sentia falta.
Tati Bernardi.  
Tudo destruído por briguinhas à toa. Implicâncias por nada. Ficar puto por tudo e por nada. Dia a dia, ano a ano, ralando. Em vez de se ajudar um ao outro, a gente se cortava todos os dias, por uma coisa e outra. Uma aporrinhação infindável. Torna-se uma competição barata. E, uma vez que a gente entra, vira um hábito. Parece que não vai conseguir sair. A gente quase não quer sair. E de repente sai. Completamente.
Charles Bukowski.  
Vou lembrar de seu pequeno quarto, a sensação de que você, a luz na janela, seus discos, seus livros, nosso café da manhã, nossas tardes, nossas noites, nossos corpos derramados juntos, dormindo, as pequenas correntes que fluem, imediato e para sempre, sua perna na minha perna, seu braço no meu braço, o seu sorriso eo carinho de vocês que me fez rir de novo.
Charles Bukowski. 

A vida não imita a arte. Imita um programa ruim de televisão.

Paulo Leminski.

Ela tinha alguns problemas com si mesma.
Maroon 5. 
Filho, se tem uma coisa que eu sei nessa vida, é que algumas pessoas nesse mundo você só consegue amar e amar e amar, não importa o que aconteça.
 O Teorema Katherine. 
Então, então você acha que consegue diferenciar o paraíso do inferno? Céus azuis da dor. Você consegue diferenciar um campo verde de um frio trilho de aço? Um sorriso de uma máscara? Você acha que consegue diferenciar? Eles fizeram você trocar seus heróis por fantasmas? Cinzas quentes por árvores? Ar quente por uma brisa? O conforto do frio pela mudança? Você trocou um papel de figurante numa guerra por um papel principal numa cela? Como eu queria, como eu queria que você estivesse aqui.Somos apenas duas almas perdidas nadando em um aquário. Ano após ano correndo sobre este mesmo velho chão. O que encontramos? Os mesmos velhos medos. Queria que você estivesse aqui.
Pink Floyd.  
Você diz que desistiu, mas incontrolavelmente continua tentando.
João Pedro. 
Sou do tipo que repete, bem baixinho dentro da cabeça, para que a própria consciência não ouça. Te amo muito.
Gael Oliveira.  
- O que você sentiu quando ele se foi?
- Não sinto nada, além desse vazio aqui dentro.
— Dois tons de amor. 
Não há de ser nada, pois sei que a madrugada acaba, quando a lua se põe. O abraço de um vampiro é o sorriso de um amigo e mais nada. A estrela que eu escolhi não cumpriu com o que eu pedi e hoje não a encontrei. Pois caiu no mar, e se apagou. Se souber nadar, faça-me o favor. O milagre que esperei nunca me aconteceu, quem sabe só você. Pra trazer o que já é meu.
O Teatro Mágico.  
O problema é que a gente mergulha fundo em amores rasos.
Equilibrares.
Gorda, o que você tem nesses seu olhar? Ah garota, o que é que você faz comigo? Me roubou, foi egoísta e quis tudo para você. Você me olhou e falou “eu já te amo” e seus olhos encheram-se de lagrimas, você quis cuidar do monstro que habitava em mim, e é tão bom quando cuida de mim, quando me coloca no seu colo e me abraça forte, quando me olha com os olhos cheios de amor. Me faz a pessoa mais segura quando segura em minha mão, me faz sentir importante, quando em meio a multidão você apenas procura meus olhos. Me diz gorda, como consegue me aguentar? Porque venhamos a ser sincero, eu sou chato para caralho, e ciumento demais, possessivo talvez. Você me entende, você pensa em nós também. Loira, a quanto tempo eu não acordava sorrindo, e você mudou tudo isso, quanto tempo fazia que eu não sabia o que era sorrir de verdade? Você me ofereceu a mão e me mostrou o mundo la fora, você tem lutado por mim, sem medo, com a garra de uma gladiadora. Agora é minha vez loira lhe ofereço minha mão, esta para te segurar todas a vezes que cair, a mão para lhe acariciar, te mimar, te proteger. Te ofereço os meus olhos e meus pensamentos, para que possa sonhar comigo e faça acontecer. Também lhe ofereço meu colo, para que se deite quando o mundo lá fora for pesado demais, para que ele te aqueça nos dias frios. Gorda te dou minha vida, para que faça dela sua morada, sua fortaleza, te dou minha força para que seja forte ao meu lado. E que as tempestades só aumente nossa paixão por mais momentos juntos, que intensidade em que seguramos as nossas mão seja maior que qualquer temporal, situação ou pessoas. Marrenta, vamos caminhar juntos por nossa estrada, e que ela seja longa, e que nosso caminhar seja lento para que possamos aproveitar cada passada dele. Hoje lhe digo obrigado, obrigado por tudo que tem feito comigo, eu tenho uma divida com você gorda, a divida de te fazer feliz.
Desvairador.